domingo, fevereiro 04, 2007

ALGUNS ABORTOS

Mão-de-obra barata – Ao considerar como factor decisivo para o investimento estrangeiro, chinês no caso, o preço da mão-de-obra, o nosso ministro da Economia acabou por revelar um dos desígnios mais secretos do governo, que é o de desvalorizar tanto quanto possível o factor trabalho privilegiando por isso os empresários sempre ávidos de maiores lucros, mas com vistas curtas.

Mão-de-obra barata 2 – O primeiro-ministro perante tamanha asneira e tentando minimizar o erro, veio dizer que o seu ajudante se referia apenas à mão-de-obra mais qualificada, conseguindo com isso juntar no mesmo saco dos mal pagos a nível europeu, não só os operários e os indiferenciados, mas também o que resta da classe média. Se os primeiros já tinham consciência que eram muito mal pagos, agora vêem nas afirmações de José Sócrates mais uma razão para protestar, pois pelos vistos ele julga que só os muito qualificados (os do topo) é que são os classificados como mão-de-obra barata, ainda que o fosso existente já seja enorme, se comparado com os menos qualificados.

Campanha do aborto – João César das Neves conseguiu confirmar o seu radicalismo na campanha pelo NÃO, o que não me causou grande surpresa, já o tinha constatado em diversas opiniões económicas e sociológicas, mas tenho a certeza que causou mossa nas hostes que pretendia apoiar. Surpresa foi ver Marcelo Rebelo de Sousa a seu lado, quando defende publicamente uma posição ligt sobre o aborto. A posição de diversos médicos, que defendem o NÃO, também me causa estranheza, quando são dos que melhor conhecem os efeitos perversos do aborto clandestino e as suas consequências na saúde das mulheres.

Também os juízes – Conheço muito bem a prática da justiça portuguesa na atribuição do poder paternal, onde as mulheres em regram ganham e onde a biologia está acima de tudo. O que devia estar em causa, acima de tudo, era o bem-estar das crianças, mas infelizmente, para elas, a tradição ainda manda muito nestas decisões. Os pais (homens) são preteridos e os pais biológicos mesmo sem condições e até vontade, ganham quase sempre a custódia das crianças.
As palavras de Villas-Boas que critica casas de acolhimento e magistrados por não permitirem a adopção e pela primazia das famílias biológicas, deviam alertar algumas conciências.
*******
CARTOON
Igor Kondenko - Ukraine

*******

AS 7 MARAVILHAS DE PORTUGAL
Promoção dos palácios de Queluz e da Pena no largo do Palácio da Vila de Sintra que não faz parte do lote das 21 Maravilhas ainda em concurso. Foto Palaciano 03Fev2007

3 comentários:

Anónimo disse...

O amigo interpretou mal o nosso 1º, ele quiz dizer que ele e todo o governo são mão-de-obra barata. Ele nem se lembra que há quem receba menos do que ele...

Ana disse...

Mão-de-obra barata é a política que Sócrates está a implementar em Portugal, que ninguém o duvide. Ele fez mais nesse sentido que todos os outros governantes que o antecederam, só que ele não o admite fugindo sempre em frente e demonstrando a sua arrogância natural.

Joca disse...

Caro Guardião
Fiquei curioso, qual a maravilha que apoia? Surpreenda-me...