terça-feira, dezembro 26, 2006

OS CULPADOS DO COSTUME

Ao ler os jornais de hoje fiquei a saber que apesar dos aumentos dos impostos não foram alcançados os objectivos, de receita, previstas pelo governo. O tabaco e os combustíveis eram apostas fortes de arrecadação de receitas mas, aqueles a quem o custo de vida não lhes diz nada (Ex. ministro das Finanças) não soube prever as inevitáveis reduções de consumo, pois é por aqui que o povo (do qual não faz parte) começa a cortar.
No DN até há um destaque curioso sobre o resultado da “gula dos aumentos”:
“Indução à redução do consumo, incentivo ao contrabando e compras para lá da fronteira são algumas explicações para que a subida dos impostos no tabaco e nos combustíveis não tivessem resultado numa subida de receita”.
Pelos vistos quem nos (des)governa não sabe prever o resultado das medidas que toma, mas podemos todos estar certos de que culpados, eles hão-de arranjar, e como já vem sendo usual vão ser os funcionários públicos.
Do que é que estavam à espera daquelas cabecinhas pensadoras?...


*******

COLUMBANO BORDALLO PINHEIRO
Grupo do Leão 1885, óleo sobre tela 200 x 380 cm Museu do Chiado Lisboa, Portugal


http://www.uc.pt/artes/6spp/columbano.html

2 comentários:

Anónimo disse...

O burro do cigano também lhe pregou a partida, quando já estava habituado a não comer é que se lembrou de morrer.
O pessoal já começa a não acreditar em políticos, governo e oposição discutem porque ambos querem o mesmo: Poleiro.

Anónimo disse...

A teta está a secar e os bolsos vazios são maus conselheiros. Os políticos que se cuidem pois o pessoal já foi esmifrado q.b. e a retoma passo a passo está visto que é pior do que a tanga do outro.