quinta-feira, junho 23, 2005

DÚVIDAS ?

Um tema de conversa recorrente nos museus e monumentos tem sido o congelamento dos concursos para progressão nas carreiras e a falta de avaliação dos trabalhadores. Os argumentos utilizados em 2004 eram a falta de verbas nos orçamentos, para os concursos, e a falta de regulamentação no que diz respeito à avaliação do desempenho. Passado um ano continuamos sem abertura de concursos, nem conclusão dos já efectuados, e sem avaliações.
Perante muitas insistências dos funcionários, quer aos serviços centrais dos institutos quer aos serviços administrativos dos locais de trabalho, lá foram surgindo algumas respostas. Comparando as respostas recebidas ficámos todos confusos, porque fomos informados que não podiam ser abertos concursos sem estar resolvido o problema das avaliações e, quanto a estas está prevista uma solução lá para o final de 2006 na melhor das hipóteses.
Afinal não há dúvidas nenhumas, no caso dos serviços tutelados pelo Ministério da Cultura (pelo menos nestes) poupa-se dinheiro (?) ignorando o mérito dos funcionários e as suas aptidões para exercerem outros cargos. Também não ficam dúvidas que o ministro da finanças mentiu, ou omitiu, dados sobre o “aumento salarial previsto” para 2006 que apontava para um ganho suplementar de 1% ( que farturinha) para os trabalhadores que tivessem mérito.
A dúvida que resta é sobre o significado de MÉRITO . Alguém sabe o que é que esta palavra quer dizer para os nossos governantes ?

1 comentário:

Zé Povinho disse...

Os concursos de 2004 estão na gaveta e as avaliações estão à espera que os chefes de serviço entendam tamanha caldeirada. Mérito só para os nossos governantes que têm tido a arte de esbanjar o dinheiro dos nossos impostos e continuam a parecer virgens impolutas.